INFORME AOS DOCENTES UNESP BOTUCATU

ASSEMBLEIA DOCENTES UNESP BOTUCATU, em 23 de Maio de 2018, DECIDIU PELA GREVE DA CATEGORIA A PARTIR DE 28 DE MAIO.

Este posicionamento foi levado à Assembleia Geral Extraordinária de Docentes UNESP, ocorrida nodia 25 de Maio de 2018, na sede da ADUNESP, em São Paulo, na qual deliberou-se por greve da categoria A PARTIR DO DIA 30 DE MAIO DE 2018 (em razão da necessidade de comunicação oficial da decisão à reitoria com 72 horas (de dias úteis) de antecedência).

EM BOTUCATU:

Consideramos que a decisão de nossa assembleia de 23 de Maio nos indica a situação de paralisação até o início da greve.

No dia 28 de Maio, 9h, teremos reunião, com café da manhã comunitário, na AD, para organização das atividades de greve e informes.

PARTICIPE!

Comando de Greve Docentes Unesp Botucatu

Associação dos Docentes de Botucatu

Assembleia Geral da Adunesp aprova: GREVE DOS DOCENTES DA UNESP A PARTIR DE 30/5/2018 Não ao arrocho e ao desmonte da Universidade! Não vamos aceitar passivamente intimidação nem ameaças! A Assembleia Geral Extraordinária da Adunesp, realizada em Sã

Versão Web Recomendar Social Facebook Twitter
Assembleia Geral da Adunesp aprova:
GREVE DOS DOCENTES DA UNESP
A PARTIR DE 30/5/2018
Não ao arrocho e ao desmonte da Universidade!
Não vamos aceitar passivamente intimidação nem ameaças!
A Assembleia Geral Extraordinária da Adunesp, realizada em São Paulo, nesta sexta-feira, 25/5/2018, deliberou por unanimidade:

– Acatar o indicativo do Fórum das Seis e deflagrar a greve geral dos docentes da Unesp a partir de 30/5/2018. A Reitoria foi formalmente comunicada dessa decisão na sequência.

– Realizar nova rodada de assembleias de base de 4 a 7 de junho, segunda a quinta-feira, para avaliar os resultados da negociação realizada em 30/5, os indicativos do Fórum das Seis e a continuidade do movimento.

– Transformar a presente Assembleia Geral Extraordinária eM Assembleia Geral Permanente dos Docentes da Unesp. Nova sessão para a Assembleia Geral Permanente será no dia 8/6, sexta-feira, às 14h, no campus de Marília.

– Repudiar com veemência o comunicado do reitor Sandro Roberto Valentini, enviado às direções de unidades, orientando o corte de ponto dos grevistas, que foi considerado mais uma tentativa de intimidação ao movimento dos servidores docentes e técnico-administrativos que lutam em defesa da nossa Universidade. Esse comunicado, infelizmente, se insere na lógica do tratamento que essa Reitoria tem dado à comunidade e à nossa Universidade.

– Enviar carta aberta aos/as diretores(as) de unidade e coordenadores(as) de campi experimentais, convocando-os/as a não assumirem o papel de executores da política de medo e intimidação impostas pela Reitoria.

– Enviar carta aberta aos órgãos de fomento, informando que a categoria docente está em greve e, portanto, é preciso rever os prazos de entregas de relatórios e demais processos acadêmicos vinculados à pesquisa.

A truculência de reitoria em nada contribui para superarmos os grandes problemas da nossa Universidade.

São Paulo, 25 de maio de 2018.
Adunesp – Seção Sindical do Andes-SN

Esta mensagem foi enviada para dionisia por imprensa
Praça da Sé, nº108, 2º andar, sala 201 01001-009 São Paulo SP Brasil

Recomendar Editar subscrição Remover

Social Facebook Twitter print
Livre de vírus. www.avg.com.

INFORME AOS DOCENTES UNESP BOTUCATU.docx